Peer to Peer

O que são?

Os serviços Peer-to-Peer (P2P) são sistemas que permitem a partilha de ficheiros entre utilizadores de forma directa, isto é, sem existir um alojamento centralizado do ficheiro em questão. É precisamente o facto de essa troca ser realizada de um computador para outro, sem intermediários, que dá origem ao nome do serviço.

Existem vários serviços de P2P disponíveis para serem descarregados na Internet e, a grande maioria, é utilizada para a partilha de ficheiros de vídeo, áudio, programas e software. Uma característica de uma rede P2P é a fácil troca de papéis de um computador (ou outro tipo de unidade de processamento), assumindo muitas vezes o papel de cliente e de servidor, dependendo se o sistema se encontra a descarregar ficheiros ou a partilhá-los.

Estes sistemas têm sido alvo de algumas críticas por parte de diversas entidades, por se considerar que, ao permitir a partilha de certos dados, tais como músicas e filmes, estão a ser violados vários direitos de autor e a fomentar a pirataria.

Para utilizar um sistema Peer-to-Peer, o utilizador necessita de instalar o software apropriado. Existem vários serviços gratuitos disponíveis para serem descarregados na Internet, tendo cada um deles o seu sistema de funcionamento próprio.

Ao instalar um serviço de P2P, o utilizador está a permitir que outros utilizadores tenham acesso a ficheiros específicos, possibilitando ao sistema a sua consulta e partilha.

 

O que pode correr mal?

Ao utilizar os sistemas de P2P, o utilizador fica exposto a alguns riscos, nomeadamente:

Violação dos direitos de autor

Ao instalar um P2P no seu computador, terá que ter em conta que é possível que vá encontrar material para descarregar, tal como filmes, software ou álbuns de música, pelos quais não está a pagar quaisquer direitos de autor. Isto constitui uma ilegalidade e é a principal crítica efectuada a este tipo de serviço de partilha de dados.

Propagação de malware

O P2P é um canal popular para infectar outros sistemas, distribuindo malware através da partilha de ficheiros. Uma vez dentro do computador, um malware poderá afectar o seu funcionamento normal ou até registar dados confidenciais.

Ficheiros falsos

Tal como foi referido, nem sempre um ficheiro é aquilo que aparenta – por exemplo, um utilizador pode pensar que está a descarregar um álbum fotográfico de uma celebridade e, quando abre o ficheiro recebido, constata que recebeu material pornográfico. Isto pode causar alguns incómodos, nomeadamente, se o P2P é utilizado por um menor.

 

O que fazer para estar mais seguro?

Para se proteger de eventuais riscos, o utilizador deve ter alguns cuidados:

Verificar o tipo de programas partilhados

Certifique-se sempre que os conteúdos que partilha ou está a descarregar não estão protegidos por direitos de autor.

Verifique a qualidade do software

Leia críticas e revisões ao programa de P2P que utiliza, de forma a averiguar que o sistema não contém malware nem possibilita a criação de vulnerabilidades no seu sistema.

Verifique os comentários de outros utilizadores

Antes de descarregar quaisquer conteúdos, verifique se estão disponíveis críticas ou revisões ao ficheiro, uma vez que estas poderão identificar eventuais ficheiros falsos e/ou com malware. No entanto, não se deixe convencer por estes comentários, visto que os mesmos podem ser forjados. Seja crítico.

Corra sempre um antivírus

Corra sempre um antivírus actualizado antes de executar ou abrir um ficheiro descarregado de um serviço P2P. Não se esqueça que não sabe se o mesmo contém, efectivamente, o conteúdo que procura e que a fonte de onde o está a extrair não é certificada de nenhuma forma.

Não se deixe enganar por fraudes e esquemas

Se descarregou um pacote composto por uma pasta protegida e um documento de texto, com instruções para desbloquear a pasta, CUIDADO! Estas instruções pedem ao utilizador para aceder a um website (geralmente coberto de publicidade) e descarregar um ficheiro ou preencher um questionário com informações pessoais que obrigam à confirmação do número de telemóvel (assinatura de serviços de valor acrescentado). Após cumprir quaisquer destes passos, o utilizador não terá acesso a qualquer palavra-passe. Sugerimos por isso que elimine este ficheiro e tente realizar outra procura.

Receba todas as notícias e eventos no seu email