Wi-fi, NFCs e Bluetooth
 

O que são?

Com o aparecimento dos smartphones deu-se o desaparecimento dos Infravermelhos (utilizados durante muitos anos para partilha de ficheiros entre dispositivos móveis) e surgiu o Bluetooth (utilizado em vários aparelhos móveis para além dos smartphones e tablets), o Wi-Fi (tecnologia de ligação de fidelidade sem fio), as ligações WAP, EDGE, 3G, 4G, 5G e mais recentemente o NFC (Near Field Communication – Comunicação em área próxima).

O nome Bluetooth (dente azul) é uma homenagem ao rei da Dinamarca e Noruega, Harald Blåtand, conhecido por unir as tribos norueguesas, suecas e dinamarquesas. Da mesma forma, este protocolo de comunicação pretende unir diferentes tecnologias, como telefones móveis, computadores, televisores, câmaras digitais, gadgets e outros sistemas periféricos (ratos, teclados, impressoras, auriculares, entre outros).

O Bluetooth é assim o nome dado a uma tecnologia que permite a comunicação e transmissão de dados entre aparelhos eletrónicos sem fios (wireless). Este sistema de comunicação foi criado em 1994 pela empresa sueca Ericson que pretendia uma tecnologia de baixo custo que permitisse a comunicação entre telemóveis e periféricos sem a necessidade de cabos de ligação.Com a massificação da tecnologia móvel, o sistema Bluetooth passou a integrar todos os smartphones, portáteis e tablets e a ser a forma de ligação universal a dispositivos periféricos.

Contudo, mais recentemente surgiu o NFC que representa uma forma diferente de comunicação. O NFC permite a transferência de dados entre dispositivos que se aproximam/encostam um ao outro, por exemplo. Possivelmente, nunca ouviu falar muito sobre esta tecnologia, no entanto, é possível que contacte com ela todos os dias – esta tecnologia está disponível nos cartões de transporte e de entrada. Em termos de segurança, poderá parecer um avanço (já que não permite a transmissão de ficheiros a qualquer pessoa dentro de um raio de alguns metros) e uma aproximação aos infravermelhos (que necessitavam de ter os sensores alinhados para poder comunicar. No entanto, existem algumas fragilidades destes sistemas que iremos mencionar a seguir.

Finalmente o Wi-Fi (abreviação de Wireless Fidelity) ou simplesmente wireless, é uma tecnologia de comunicação que não requer cabos. Esta comunicação é geralmente feita através da transmissão de ondas rádio ou infravermelhos. O wireless não necessita de qualquer licença de instalação ou operação. Apenas requer o alcance e acesso a uma rede wi-fi, que pode ser privada ou pública – geralmente designada de hotspot. É comum a confusão entre wi-fi e internet gratuita, o que não quer dizer necessariamente a mesma coisa. Pode existir uma rede de wireless que não permite o acesso à Internet ou requer o pagamento de uma taxa de acesso.

 

O que pode correr mal?

near field communication (NFC)Todas estas tecnologias permitem a comunicação e transmissão de dados, isso significa que podem dar origem a vários riscos nomeadamente:

  • Embora os sistemas de Bluetooth ofereçam a possibilidade de conexão protegida por password, a tecnologia NFC permite a partilha de ficheiros bastando apenas que um aparelho se aproxime de outro;
  • É possível a invasão do nosso aparelho móvel através destas ferramentas de comunicação;
  • Caso mantenha as funcionalidades de Wi-Fi, Bluetooth ou NFC ativas, poderá ser vítima de roubo de dados;
  • Envio de ficheiros maliciosos (consulte a nossa página de Vírus, Malware e Spyware);
  • Através de redes Wi-Fi públicas, são muitas vezes realizados ataques de phishing;
  • Caso tenha o seu sistema Bluetooth ativo, poderá receber SPAM;
  • A tecnologia Wi-Fi tem sido utilizada recentemente como forma de localização – consulte por isso os riscos presentes nos serviços de GPS.

 

Em primeiro lugar, a regra mais importante e mais simples é: “Se não está a utilizar, não deixe ligado”. Ter qualquer destes sistemas ativo não trará nenhuma mais-valia ao seu aparelho (exceto se estiver a utilizar tecnologias de navegação de alta precisão, que requerem o uso do sistema de wireless ligado). Pelo contrário, estes sistemas irão consumir mais bateria e recursos ao seu dispositivo móvel.

Para além disso deixamos mais algumas sugestões:

  • Quando comprar um smartphone ou outro aparelho eletrónico, estude as caraterísticas e configurações do aparelho e desative as funções de comunicação que não utiliza, reduzindo assim possíveis ataques;
  • Para além de ter o Bluetooth desligado quando não o estiver a utilizar, opte pelo modo oculto (ou “hidden”) como padrão. Utilize apenas o modo visível para todos (ou “show to all”) apenas quando for necessário;
  • Caso tenha essa possibilidade, utilize as ligações móveis (3G, 4G, 5G,…) em vez das redes wireless públicas, visto estas oferecerem vários riscos de segurança;
  • NUNCA utilize uma rede Wi-Fi pública para aceder a serviços de homebanking ou outros sistemas de pagamento. Não se esqueça que estas redes podem permitir a captura de informações enviadas através do seu aparelho.

Receba todas as notícias e eventos no seu email