Quero Saber :: Parentalidade Digital

Parentalidade Digital é o termo utilizado para definir um conjunto de cuidados que pais, familiares, professores e/ou educadores devem ter no que concerne à utilização da Internet e tecnologias associadas por menores, no contexto familiar e educativo.

São diversos os desafios e fenómenos que a nova era digital comporta para as famílias e, nesse sentido, é importante que os responsáveis pela educação dos utilizadores mais jovens participem nas atividades online dos seus educandos e mantenham-se atualizados face às tendências digitais mais relevantes.

É igualmente recomendado que os educadores/ pais mantenham um diálogo aberto e transparente com os seus educandos, dando a oportunidade para os mesmos partilharem as suas dúvidas e também identificarem situações em que algo estranho ou que os deixou desconfortáveis, ocorreu. É importante que neste diálogo os educadores/ pais mantenham uma atitude empática, tentando colocar-se no papel dos jovens e procurando contextualizar os mesmos com informação e esclarecimentos necessários ou mesmo confortando-os quando os jovens se encontram desconfortáveis, assustados ou irritados com alguma situação com que se depararam na Internet.

Esta atitude empática, não exclui, no entanto, a necessidade dos educadores/ pais definirem os direitos, responsabilidades/ deveres e limites relativos ao uso da Internet e dos dispositivos eletrónicos que os jovens deverão ter presentes, estabelecendo um paralelo entre a vida online e offline. No mundo online existem regras, tal como no mundo offline.

Outra questão a considerar é a promoção de conteúdos online pedagógicos e positivos. Os educadores têm um papel especialmente importante para orientar os mais jovens a preferirem estes conteúdos. Neste sentido, a plataforma Europeia Better Internet for Kids, desenvolveu a campanha de Conteúdos Online Positivos, que apresenta vários critérios para identificar estes conteúdos, bem como um repositório de alguns conteúdos-exemplo selecionados. A par com esta preocupação, os educadores devem sempre analisar as classificações de uma aplicação, jogo ou conteúdo online, bem como a sua adequabilidade para o educando.

Finalmente, enquanto educador e na sua interação com os jovens, é comum deparar-se com questões para as quais não encontra respostas imediatas. Neste sentido, é sempre recomendável entrar em contacto com a Linha Internet Segura, onde pode expor as suas questões e preocupações de maneira gratuita e anónima.