Combater o Cyberbulling. Porque o respeito nunca sai de moda

notícias
Date
02-11-2020
Image
Cyberbulling

#1 A cortesia não é uma fantasia

A cortesia é um pilar fundamental nas interações positivas no mundo digital e, em particular, nas redes sociais. É também uma das melhores armas contra a maldade e negativismo que grassam na Internet.

A importância de ser cortês online baseia-se no facto de que, por trás de cada “user-name”, está uma pessoa real, com sentimentos reais. A regra de ouro é que devemos tratar os outros como gostaríamos que nos tratassem.

A Internet e as redes sociais podem amplificar a bondade e a maldade. Por isso, é importante aprender a transmitir empatia – mas também como responder a comentários maldosos e ao assédio – porque isso é essencial para construir relações saudáveis e reduzir possíveis sentimentos de isolamento que podem conduzir a situações de bullying, depressão, entre outros problemas.

A melhor prevenção passa por encorajar todos a interagirem de forma positiva online, bem como mostrar-lhes as melhores formas para lidarem com a maldade e o assédio quando elas surgem. Isto porque a melhor forma de aplicar a cortesia online passa por expressar sentimentos e opiniões de forma positiva e responder a comentários e publicações negativas de forma construtiva e civilizada.

 

#2 É fácil ser mal-interpretado online

Existem várias formas de comunicação para diferentes formas de interação: as mensagens enviadas através de um “chat”/fórum podem ser interpretadas de forma muito distinta do que seriam se fossem ditas pessoalmente ou em conversa telefónica.

Um exemplo clássico passa pela partilha de uma piada é que entendida como uma frase "a sério". Estas situações acontecem a todos e, por isso mesmo, devemos aprender a minimizá-las.

O que podemos fazer para prevenir más interpretações? Refletir muito bem sobre a forma como comunicamos e quando comunicamos. Em alguns casos, até evitar comunicar de todo. Há situações em que é aconselhável esperar e falar cara a cara com uma pessoa, em vez de lhe escrever imediatamente.

A boa comunicação é um pilar essencial de um mundo digital saudável. A forma como nos tratamos online vai ter um impacto tremendo na construção do mundo digital – já para não falar no mundo real.



#3 Transformar comentários negativos em positivos

Atualmente, somos expostos a todo o tipo de conteúdos online. Alguns, possuem mensagens negativas e que promovem comportamentos incorretos. É, contudo, possível responder a sentimentos negativos através de uma abordagem construtiva. Isto pode passar por refrear ou reformular comentários menos amigáveis, ou seja, sermos mais conscientes das nossas ações online.

Um dos comportamentos que pode ser adoptado passa por evitar reações "a quente". Quando alguém reage a um comentário negativo de forma positiva, fica com o poder de direcionar a conversa para um tom mais divertido ou interessante – o que é muitas vezes melhor do que ter de trabalhar para limpar uma confusão criada por comentários menos abonatórios feitos a quente.

 

#4 O Cyberbulling é uma realidade

O que é o cyberbullying? O bullying pode ser descrito como um comportamento maldoso propositado e reiterado. A vítima ou alvo de bullying tem muitas vezes dificuldades em defender-se do agressor. O cyberbullying é o bullying que acontece online, nas redes sociais ou através de dispositivos eletrónicos.

Dependendo do caso concreto, há várias formas de travar uma situação de bullying e defender ativamente as vítimas. Esta ação por passar por reportar uma situação de assédio ou até por ignorar uma situação para, desta forma, impedir que a mesma seja amplificada.

Todos temos esta capacidade de, com bondade, cuidado e cortesia, fazer uma enorme diferença nas interações nas redes sociais.

 

#5 Pedir ajuda não é cobardia

A regra de ouro dita que, se alguém tem dúvidas, esse alguém deve pedir ajuda. Nem sempre parece, mas pedir um conselho ou uma opinião sobre alguma coisa que se desconhece ou que nos deixa desconfortável é um ato de coragem, mas também de inteligência.

Como posso pedir ajuda? Quando algo ameaçador ou inapropriado surge online, existem várias opções. Para além de falar com alguém de confiança, é possível reportar a situação junto da rede social ou da aplicação onde decorre a ameaça. Essa denúncia vai ajudar a eliminar o conteúdo em causa.

Antes de denunciar uma publicação, um comentário ou uma mensagem de cariz suspeito ou ameaçador, deve fazer-se um “screenshot” dessa atividade antes mesmo de usares as ferramentas de bloqueio ou reporte (porque ao fazê-lo o conteúdo pode ficar inacessível). Assim, é garantido um registo que poderá ser útil na resolução da situação.

É recomendado ainda pedir ajuda através da Linha Internet Segura, um serviço gratuito do Centro Internet Segura que tem como missão prestar atendimento telefónico a todos os que tenham questões sobre o uso de plataformas e tecnologias online.